terça-feira, 27 de novembro de 2018

Notícias: a pedidos do público, linha simples do Trax ganhará mais uma versão

Sucesso antes mesmo de ser lançada, a nova geração do Trax conseguiu superar todas as expectativas e atraiu ainda mais o olhar do público do que na atual geração. Após a marca expôr sua estratégia de vendas, os possíveis compradores mostraram uma demanda muito grande pelas versões mais em conta do modelo, equipadas com motor 1.4 turbo de 140 cavalos e câmbio CVT com 7 marchas simuladas. Inicialmente seriam apenas duas opções, a S (PCD) e a S Plus, e agora a marca anuncia mais uma versão, que deve se manter a topo de linha do modelo mais básico e um básica-intermediária falando do Trax em geral.

A versão será chamada de S Style e vem com visual mais sofisticado, embora ainda seja simples diante dos Trax mais caros. Da versão S Plus para esta temos de diferente as rodas de 17 polegadas com acabamento diamantado, molduras das caixas de roda e as partes inferiores dos para-choques na cor do carro, maçanetas cromadas com abertura presencial nas portas dianteiras, retrovisor com filete cromado e algumas diferenças no conjunto ótico, que permanece halógeno na dianteira e parcialmente em LED na traseira.
A versão passa a trazer alguns itens inexistentes nos outros modelos mais básicos, passando a ter 6 airbags (são apenas 2 nas outras duas versões), volante revestido em couro, sensor de chuva com regulagem variável, abertura das portas sem chave (com travamento/destravamento keyless apenas nas portas dianteiras e porta-malas) e botão de partida, ar condicionado digital automático, rebatimento elétrico dos retrovisores, retrovisor interno anti-ofuscante, rodas de liga leve de 17 polegadas diamantadas e câmera de ré.

O preço é estimado entre R$ 89 e 92 mil, as versões mais básicas não tem opcionais disponíveis. Dessa forma, temos a linha S do Trax completa, com três opções de acabamento e motorização única.

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Exclusivo: CR-Z deixa escapar novo Bounce em versão esportiva

O novo Bounce, que foi apresentado no Salão do Automóvel deve ganhar uma inédita versão esportiva para rivalizar com o novo Ford Edge ST. A marca não poupou esforços para construir um kit aerodinâmico exclusivo, que inclui para-choques e saias laterais completamente reformulados, entradas de ar no capô com molduras em preto brilhante, rodas enormes de 22 polegadas e alterações em alguns detalhes da carroceria para destacar o aspecto esportivo do modelo. 

Versão esportiva deve se chamar SRT Dynamic, seguindo uma linha de nomenclaturas adotada pela marca. A cor é completamente exclusiva deste modelo, chamada de Cristalline Blue.
O modelo terá motor 3.8 V6 bi-turbo com 460 cavalos de potência e promete um desempenho extraordinário diante do modelo da Ford. Teremos aceleração de 0-100 km/h na casa dos 4 segundos e velocidade máxima de 280 km/h (limitada eletronicamente).

O preço é estimado em R$ 280 mil. Em breve teremos mais informações.

Resumo dos últimos dias: veja todos os novos modelos apresentados pela CR-Z nos últimos 15 dias.

A partir de agora teremos quinzenalmente um resumo com todas as notícias do período, pra você que não teve a oportunidade acompanhar tudo ter a oportunidade de saber o que rolou por aqui.

Nesses últimos 15 dias tivemos muitas novidades do Salão do Automóvel de 2018 e algumas outras fora do evento, revelando boa parte da linha 2019 da CR-Z. Confira a seguir:

Começando pelo Round, tivemos a oportunidade de conhecer o novo hatch compacto da marca, que chega no início do ano que vem com motorização turbo e opção de câmbio automático. O Round vem para substituir o Alt, que agora passa a ser um hatch médio. 
Seguindo uma ordem por categoria, temos o Alt em sua futura versão esportiva SportRacing, escolhida para estrear a nova geração do modelo no mercado. Nesta versão, o carro virá com motor 1.4 turboflex de 210 cavalos e 39,9 kgfm de torque com câmbio automático ZF de 8 marchas. O modelo esteve disponível no Drive Experience no Salão do Automóvel e tirou muitos sorrisos de quem teve a oportunidade de dirigir, afinal, a marca trouxe um conjunto muito bem acertado. O modelo também estará disponível no início de 2019.
Com parte da carroceria compartilhada com o Alt, o Meteor entra no segmento dos sedãs médios buscando oferecer o melhor custo-benefício da categoria. Até onde sabemos, o modelo terá motor 1.4 turboflex de 154 cavalos e câmbio automático de 6 marchas. O modelo deve trazer um dos melhores acabamentos da categoria e uma lista de equipamentos bem recheada.
Alegria de muitos, a nova AltSpace traz de volta um segmento abandonado pelas montadoras no país. Enfim, teremos uma opção decente para quem procura um carro familiar com 7 lugares, capaz de entregar muito conforto e uma dinâmica de condução jamais vista no segmento.O modelo não tem data de lançamento divulgada, o que sabemos é que o modelo virá com motor 1.4 turboflex de 154 cavalos e câmbio automático de 6 marchas, com possibilidade de uma versão com motor 1.6 turbo.
A nova geração do Trax é um dos lançamentos mais aguardados do ano e promete devolver o pódio do ranking de vendas a CR-Z. A versão acima é que terá o melhor custo-benefício, embora seja uma versão simplificada do modelo. A pretensão é suprir a necessidade de um SUV compacto que a marca ainda não tem no momento e que deve chegar somente no segundo semestre do ano que vem. O modelo mais simples terá motor 1.4 turbo de 140 cavalos e câmbio automático CVT com 7 marchas simuladas. O lançamento acontece ainda este ano, com as primeiras unidades entregues no início de 2019.
Um dos modelos de maior sucesso da marca está de cara nova e agora quer briga com o segmento premium, concorrendo diretamente com BMW série 1 e Audi A3. O carro foi completamente feito do zero, trazendo uma construção refinada e com qualidade indiscutível. O modelo chega com tração traseira e motorização 1.6 turboflex com 168 ou 218 cavalos de potência nas versões convencionais. Temos aqui um dos melhores conjuntos do segmento, com lançamento previsto para o início do ano que vem também.
Assim como o Bullet, o Optra também estreia nova geração, com foco em Civic Touring e Fusion, além dos alemães Audi A3/A4, BMW série 3 e MB Classe C. O modelo também segue para o segmento premium, ostentando tração traseira e motorização 2.0 turboflex de 283 cavalos, além do 1.6 turboflex de 218 cavalos da versão de entrada. A versão esportiva traz ainda motor 3.0 TPT V6 de 370 cavalos com tração integral. O lançamento ocorre somente no ano que vem, mas já sabemos os preços, entre R$ 119 e 221 mil.
Visto anteriormente nas versões mais simples, a marca apresentou hoje mesmo a versão do Trax com motorização diesel e tração 4x4. O modelo vem com motor 2.0 twinturbo diesel com 20 válvulas e 205 cavalos de potência, que vem junto ao câmbio automático ZF de 8 marchas. O Trax diesel tem suspensão preparada para uso off-road com amortecedores duplos e modificações no para-choque dianteiro e saias laterais, e claro, com pneus apropriados. Ainda não há data de lançamento divulgada.
Continuando a falar do Trax, teremos também o modelo de 7 lugares, chamado de TraxSpace, o modelo busca concorrência com o Tiguan de 7 lugares e até mesmo SW4 e Trailblazer. A marca promete conforto para sete passageiros adultos e traz soluções inovadoras para a categoria, como o conjunto de motorização híbrido, visando igualar o consumo deste carro que é maior e mais pesado ao do Trax com motor 1.4 turbo de 140 cavalos e câmbio CVT, e oferecendo desempenho de carros maiores. Conforme o divulgado, teremos motorização 1.4 turboflex de 210 cavalos e 1.6 turboflex de 240 cavalos, ambos com conjunto de motor elétrico e baterias.
A vitrine tecnológica da marca durante o próximo ano será a nova geração do Bounce, um SUV médio-grande muito querido pelo público, que agora traz o conjunto mais equilibrado do segmento. Não espere preços tão baixos e sim uma qualidade de construção acima da média, o modelo virá com motores 2.0 turboflex de 283 cavalos e 3.0 V6 twinturbo diesel com 300 cavalos, sempre com transmissão ZF automática de 9 marchas. Estimativa de preços entre R$ 150 e 220 mil, com data de lançamento ainda não divulgada.
Uma das picapes mais bem acertadas da categoria, a Advisor ganha um face-lift profundo que pretende manter a picape atualizada no mercado durante alguns anos até a próxima geração. Além da parte estética, a picape terá a disposição os mesmos conjuntos mecânicos anunciados no Bounce, com motor 2.0 turboflex de 283 cavalos e 3.0 V6 twinturbo diesel de 300 cavalos, com câmbio automático ZF de 9 marchas. Os preços devem subir, a nova versão XRT-S com motor V6 diesel virá acima dos R$ 200 mil e o modelo passa a integrar também sistemas de condução semi-autônoma.
Claro que não podemos nos esquecer do queridinho do estande da marca no Salão do Automóvel. O Meteor Coupé, que não virá para o Brasil, foi apresentado na versão SRT Dynamic, com motor 2.0 turbo de 310 cavalos de potência e câmbio automático ZF de 8 marchas com tração integral, prometendo 0-100 km/h em 4,4s e velocidade máxima de 290 km/h, o que faz do carro um mini-foguete. Houve toda uma preparação na carroceria, suspensão e freios para suportar tal conjunto mecânico. Enfim, o modelo conquistou muitos fãs no evento e com certeza será lembrado por muitos, mesmo sem vir ao mercado nacional.
Falando mais um pouco do Trax, o qual teve a primeira exibição nesta versão com roupagem esportiva, temos algumas informações importantes sobre o modelo não ditas antes. No Salão do Automóvel o carro estava fechado e com insufilm escuro em todos os vidros, sem ter qualquer informação divulgada, até que no último dia do evento, a marca resolveu revelar ao público a motorização do modelo: o mesmo bloco 2.0 turboflex que virá no no Optra, no Bounce e na Advisor, com 283 cavalos de potência e câmbio automático ZF de 8 marchas, com tração integral. A velocidade máxima será de 250 km/h. Este é outro carro que deixou fãs no evento, trazendo um design extremamente esportivo e imponente. O carro deve vir como edição limitada já em 2019.
Enfim, essas são as novidades dos últimos 15 dias, são muitos futuros lançamentos e alguns modelos que conseguiram fazer história no Salão do Automóvel de 2018. A CR-Z agradece imensamente quem acompanhou a marca durante o evento. Fique ligado, daqui 15 dias teremos outro resumo de tudo o que acontece por aqui.

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Notícias: conheça o novo Trax com motor 2.0 turbo diesel e tração 4x4

O Trax busca inspiração na aptidão offroad da linha Jeep, mas tentando oferecer um conjunto ainda mais acertado e a preços mais acessíveis. Para mostrar isso, temos um motor 2.0 twinturbo diesel de 205 cavalos, transmissão ZF de 8 marchas e tração 4x4 inteligente com modo permanente automático e reduzida.

Nesta nova geração o Trax assume um novo compromisso com o público que pretende usar o SUV no fora-da-estrada, trazendo suspensão preparada com dois amortecedores em cada roda, um convencional e outro com travamento eletrônico, mantendo a roda na altura necessária para sofrer menos impacto no habitáculo e quando se mostrar necessário no uso extremo. O para-choque dianteiro e as saias laterais estão diferentes para melhorar os ângulos, e ainda temos pneus maiores e maior altura em relação ao solo. As rodas são de 18 polegadas já vistas no Alt e Meteor.
O Trax promete ser um carro praticamente indestrutível, trazendo a carroceria mais resistente de todas as suas gerações, assim como os componentes mecânicos e a suspensão. Quando equipado com motorização 2.0 twinturbo diesel temos de série a tração 4x4 permanente com opção reduzida, o sistema tem função auto-adaptativa conforme o tipo de terreno e também permite a seleção individual das funções. Diferente da encontrada na picape Advisor, a tração integral no Trax funciona 100% do tempo e permite ao carro ter velocidade máxima de 210 km/h quando em conjunto com o motor diesel.

Algumas versões do Trax equipadas com motor flex também terão opção de tração integral, sendo este um conjunto mais simples totalmente automático, com possibilidade apenas de manter o sistema no 4x4 ou travar no modo 4x2. Este sistema mais simples permite rodagem com os dois eixos acoplados em velocidades de até 250 km/h.

O modelo terá preço próximo de R$ 140 mil e de início será vendido apenas em uma versão, chamada de SportRoad, com muitos itens de série, incluindo piloto automático adaptativo e alguns outros assistentes de conduução.

A marca diz que o Trax divide plataforma com Bullet/Optra para garantir melhor dinâmica de condução e resistência, mas temos muitos componentes vindos da linha Alt/Meteor, a fim de manter preços competitivos com excelente qualidade de construção. Desta forma, apesar do Trax ser um SUV médio, tem plataforma herdada de carro premium, que suporta mais peso e tem maior resistência estrutural, o que é excelente para garantir solidez em um carro realmente preparado para andar em estradas de terra.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Vazou: nova geração do Meteor dá as caras

Este é o novo sedã médio da CR-Z, com boa parte da carroceria já vista anteriormente no Alt e no Meteor Concept Coupé expostos no Salão do Automóvel deste ano, o carro vem para mostrar o que é custo-benefício e qualidade de construção aos concorrentes.
A CR-Z já disse anteriormente que não pretende se encaixar nas categorias já existentes no mercado e por isso todos os modelos que pudemos ver recentemente não são necessariamente concorrentes de modelo x ou y, o Meteor por exemplo, concorre com as versões mais caras do Virtus e as mais em conta do Civic. Podemos ver que o acabamento dos Alt e Meteor são melhores do que o sedã da Volkswagen e há também uma lista de equipamentos mais recheada.

Comparando com o Civic, temos uma dinâmica de condução parecida e o mesmo espaço interno, mas o Meteor talvez ande menos que a versão Touring 1.5 turbo do japonês por conta da limitação do motor 1.4 turboflex de 154cv originais, ficando assim para o Optra entregar melhores números de potência, onde já temos um motor 1.6 turboflex de 218 cavalos logo na versão de entrada, passando por um 2.0 turboflex de 283 cavalos nas versões Sport e Sport Plus.

Enfim, o Meteor vem para quem procura honestidade num segmento tão hipervalorizado pelas montadoras, onde vemos sedãs médios em versões básicas custando mais de 90 mil, o mesmo valor que as versões topo de linha de sedãs compactos, que carecem de qualidade e desempenho para este valor.